Patente para personagens virtuais em blockchain registrada pela Xiaomi

Patente para personagens virtuais em blockchain registrada pela Xiaomi

Xiaomi introduz Blockchain na patente para personagens virtuais

Mais e mais indústrias estão incluindo blockchain como parte de seus novos produtos devido às suas características descentralizadas e imutáveis. A Xiaomi, empresa chinesa conhecida por seus celulares e gadgets, revelou um pedido de patente que inclui blockchain no processo de geração de seus personagens virtuais. A patente, intitulada “Virtual Character Processing Method, Device and Storage Medium”, que foi introduzida em janeiro de 2022, foi divulgada recentemente pela empresa.

Na patente, a empresa estabeleceu que seus próprios personagens virtuais serão gerados a partir de diferentes sequências genéticas, que serão utilizadas para determinar as imagens que identificarão essas figuras. O método determina que cada um dos personagens seja único e imprevisível. Esse método pode ser aproveitado pela Xiaomi para criar sua própria experiência de metaverso no futuro, embora nenhuma declaração tenha sido feita sobre isso.

Detalhes do Blockchain

A parte que menciona blockchain na patente tem a ver com o armazenamento do personagem criado. De acordo com o documento, os personagens usariam essa tecnologia de contabilidade descentralizada para armazenar suas sequências de genes, de modo que a combinação única seja preservada contra a destruição. Embora a patente não mencione NFTs, a descrição que faz sobre o uso de blockchain sugere a utilização desta ou de outra tecnologia similar.

No entanto, este é apenas um depósito de patente, e a aplicação do conceito ainda está pendente. Alguns especularam sobre a possibilidade da Xiaomi lançar sua própria plataforma metaverso com esses personagens virtuais como atração principal, mas não houve declarações oficiais sobre o assunto. No entanto, se isso acontecer, não será a primeira vez que a Xiaomi flertou com o mundo das criptomoedas. Em 2018, a marca lançou sua primeira coleção de NFTs, que chamou de Crypto Rabbits. No entanto, o projeto foi abandonado em março devido à sua baixa popularidade, segundo fontes locais.